EPE publica os Fatos Relevantes da Indústria do Óleo & Gás de Abril de 2020

Fonte: EPE – Empresa de Pesquisa Energética

A nova edição dos Fatos Relevantes da Indústria do Óleo & Gás aborda os principais eventos ocorridos na indústria de petróleo e gás natural, no contexto internacional e nacional, no mês de abril de 2020.

Os preços de petróleo internacional encerraram o mês em recuperação, em decorrência de um aumento dos estoques menor do que o previsto. No entanto, com a sobreoferta persistente e redução da demanda provocadas pelas medidas de combate à pandemia, a maioria dos países produtores necessitou ampliar cortes de investimentos, reduzir a produção, além de adiar prazos para conclusão de projetos.

Os preços do gás natural no mercado europeu e do GNL mundial registraram queda acentuada para abaixo de US$ 2/MMBtu, aproximando-se do nível observado no Henry Hub nos EUA. Lockdowns devido à pandemia de Covid-19 reduziram o consumo industrial de gás, causando também adiamentos, atrasos e cancelamentos de cargas de GNL.

No cenário nacional, os baixos patamares de preços de petróleo levaram a Petrobras a deixar algumas plataformas em hibernação. Ademais, a contaminação de funcionários pela Covid-19 provocou a paralisação do trabalho em algumas de suas instalações. O período também foi marcado por reduções sucessivas do preço da gasolina e aumentos seguidos no preço do diesel, além do crescimento significativo – conforme já ocorrera em março – da comercialização de gás liquefeito de petróleo.

Como forma de mitigação dos impactos da Covid-19 no setor de gás nacional, foram propostas a redução no preço da molécula e do transporte de gás natural e a possibilidade de parcelamento do pagamento de faturas das companhias distribuidoras para a Petrobras. Com relação ao Novo Mercado de Gás, houve iniciativas na Bahia e no Amazonas para a regulamentação do serviço de distribuição de gás canalizado.